14 de maio de 2020

Day One o/

Nem acredito que estou começando novamente este blog. Mas vamos lá. A ideia é dividir a minha rotina de estudos e trabalhos com você. De um modo muito livre, com todos os links e referências para quem se interessar. Vocês verão que foco não é o meu forte, mas pelo menos consegui delimitar bem o caminho: história da arte e idiomas.

Decidi direcionar meus estudos de história da arte partindo sempre de um artista e um museu. Tenho vários guias de museus em casa, então esse será um bom modo de ir conhecendo cada um deles. Os primeiros escolhidos foram Henri de Toulouse-Lautrec e a Gallerie degli Uffizi.

Em relação ao estudo de idiomas, meu objetivo atual é entender as metodologias AJATT (All Japanese All The Time) e MIA (Mass Immersion Approach) e criar um ambiente de imersão de acordo com minha personalidade e objetivos. Vou compartilhar todo esse processo por aqui. Minha intenção é mesclar e ir intercalando os idiomas na hora de estudar história da arte, ver filmes, ouvir músicas, ou mesmo “perder tempo” nas redes sociais.

Hoje assisti ao documentário “Les grands maîtres de la peinture: Toulouse-Lautrec“, do canal Toute l’Histoire. E meu deus, que coisa mais linda!!! ♥ Eu sou completamente apaixonada pelo Lautrec e pelo olhar dele. Pensando agora talvez ele seja mesmo o meu preferido, pelo menos nesse sentido da relação artista-modelo. Eu teria sido muito feliz vivendo naquela época.. 😛 Com isso hoje fiz 50 min de treino de listening em francês.

 

Realmente fiquei impressionada com a qualidade do documentário! Desta série “Les grands maîtres de la peinture” também fazem parte: Manet, Degas, Rembrandt, Cézanne, Delacroix, Monet, Van Gogh e de Vinci. Pretendo ver estes outros em breve.

Também assisti ao belíssimo e inspirador vídeo “Cómo me convertí en escritora“, da Raquel Brune, do canal Raquel Bookish. Não anotei nada, mas acredito que 30 minutos de listening em espanhol já está ótimo por hoje! A Raquel é uma das minhas booktubers preferidas! Conteúdo excelente e com uma fotografia que transmite muita tranquilidade e doçura. Ela tem dois livros publicados e nesse vídeo conta como foi o caminho até aqui, cheio de nãos, muito trabalho e sobretudo coragem para acreditar no seu sonho, que é viver da escrita. Ela, como muitos da nossa geração, se apaixonou pela literatura através da saga Harry Potter.

Screenshot_2020-05-14 raquel bookish - YouTube

Traduzir música japonesa é jogar tempo no lixo!“. O vídeo do Tarou Yamada é super sensato. Recomendo que você assista e pense no assunto. Para fugir dessa metodologia pouco produtiva, decidi buscar por outros caminhos. Li a letra e a tradução para o inglês para um primeiro contato, mas em vez de focar nisso preferi ler alguns comentários do vídeo no YouTube para entender mais ou menos o que as pessoas sentem quando a escutam. Usei o Google Tradutor mesmo. O complicado das letras de canções é que, por motivos estéticos e musicais, nem sempre o texto segue as normas gramaticais. Há muita liberdade criativa envolvida, então não parece uma boa ideia memorizar sentenças e sair usando no dia-a-dia. Já os comentários são o que há de mais coloquial possível, inclusive com gírias e abreviações. De todo modo, músicas são um bom caminho para aprender vocabulário e pronúncia.

Sotiria – Ich lass dich frei

Screenshot_2020-05-14 maxresdefault jpg (JPEG Image, 1280 × 720 pixels) - Scaled (93%)
Comentários:

Kreativ- Hexe 3 meses atrás (editado)
Jeder der schon einen geliebten Menschen verloren hat, weiß von was sie singt. Von mir bekommst du Billionen von Herzen.♥ ♡ ❥

Armin Göhl-Walter 3 meses atrás
Oh was für ein wunderbares Lied , loslassen ist wirklich schwer.

FlyingAngel23 1 mês atrás (editado)
*21.04.1958 – 18.11.2019+ Ruhe in Frieden, Papa. Du hast lange gekämpft. Ich werde dich immer lieben und dich nie vergessen

Alex Markowski 3 meses atrás
Und manch einer hat es auch getan! Hörst Du, mein Engel! Vor Jahren ließ ich Dich frei, und Du bist eingeschlafen! Dann folgten Jahre voll Schmerz der Einsamkeit. Manchmal fast unerträgliche Schmerzen, die durch Nichts gestillt werden konnten.

Kreativ- Hexe 3 meses atrás
UNGLAUBLICH!!! Mir fehlen die Worte! Wunderschön. Der Text geht unter die Haut!

B. melek 2 meses atrás
Wow das Lied ist durch meinen Körper durchs Herz bis in meine Seele gegangen gänsehaut

Vocabulário:

– geliebten Menschen (pessoa amada, pode ser usado no sentido de ente querido)
– Tränen (lágrimas) – na verdade já tinha visto esta palavra numa música do Bach, mas não me lembrei na hora.
– das Lied (canção) / immer das alte Lied (sempre a mesma história)
– wirklich (adv. realmente, verdadeiramente)
– Ruhe in Frieden (R.I.P.)
– Körper – Herz – Seele (corpo, coração, alma

Sentenças:

– Ich werde dich immer lieben und dich nie vergessen. (Eu sempre vou te amar e nunca te esquecer.)
– UNGLAUBLICH!!! Mir fehlen die Worte! (INCRÍVEL!!! Estou sem palavras!)

Li alguns artigos do AJATT, o que já me rendeu um tempo legal de leitura em inglês. Aliás, o cara escreve bem demais! Não fica cansativo em momento nenhum. Um gênio mesmo. Dá até para usar de inspiração para uma futura personalidade em inglês. Engraçado, leve, irônico. E o mais maravilhoso é que todas essas ideias estão aí, de graça. Aproveitei para salvar algumas sentenças no anki, com palavras que eu não conhecia ou ainda não tinha memorizado, como: bunk, bunch, preppy, hick.

Why You Should Keep Listening Even If You Don’t Understand
You Are What You Eat, You Write What You Read, You Speak What You Hear
Success Story: How I Pwned German Using Dubs and Translations
Where Not To Learn Japanese From
Language Is Peeing: The Approximately Top Ten Reasons Why Language Acquisition = Micturition (pure gold! omg)

Para descansar o tempo sentada na cadeira, toquei um pouquinho de piano. Estudei duas músicas do Yann Tiersen: Sur le fil (que faz parte da trilha do filme Le fabuleux destin d’Amélie Poulin) e L’absente (ainda não consegui tirar a segunda parte, mais rapidinha). Ambas muito tristes, obviamente, porque eu só gosto de tocar/cantar música triste.

Uma das principais estratégias para conseguir um ambiente de imersão na sua target language é passar o dia com fones de ouvido (músicas, podcasts, vídeos do YouTube, audiobooks) ou deixar uma TV ligada o dia inteiro (pode ser o notebook com filmes da Netflix ou mesmo uma rádio online). Eu sempre estudei com música ou ouvindo conversas alheias em cafés, então barulho realmente não me atrapalha, pelo contrário, me ajuda a não ficar entediada. Então enquanto ajustava o blog e escrevia aqui fiquei intercalando entre músicas, vídeos do YouTube e filmes que tinha aqui no notebook. YouTube: Notre histoire d’amour en romans (Audrey – Le Souffle des Mots), 【おうち時間】自粛期間中の女子大生の1日ルーティン【薬学部女子】 (まい丼maidon), HUGE UPDATE | MIA & New Ideas About Kanji and Grammar (Matt vs. Japan), Why You Should Read Novels in your Target Language (Matt vs. Japan), ロフト購入品] 勉強に役立つアイテム紹介。学習タイマー、スタディプランナー、おすすめのノート (カフェとノート), Marie Bothmer – Ich dein Alles, Du mein Nichts, LOTTE – Zu jung, Ich lieb dich immer noch so sehr- Kate & Ben, LaFee – Ich Bin Ich, praticamente intercalando entre inglês, francês e alemão. Praticamente não fiz nada em italiano hoje. Filmes (dos quais eu apenas ouvi uns trechos): Water for Elephants (Francis Lawrence, 2011), Divergent (Neil Burger, 2014), Tous les Matins du Monde (Alain Corneau, 1991), Bright Star (Jane Campion, 2009) e Al di là delle nuvole (Michelangelo Antonioni, Wim Wenders, 1995).

Antes de dormir eu até pensei em assistir algo na Netflix, mas estava com muito sono. Descobri alguns podcasts em japonês no Spotify e fiquei ouvindo até dormir.

Fim do primeiro dia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s